Treinador paranista culpou falta de concentração por erros que culminaram em primeiro turno desastroso no estadual (Felipe Dalke/Banda B)

Diferente do que foi visto no último fim de semana, quando venceu a primeira partida da temporada, o Paraná voltou a ter uma atuação ruim e encerrou a sua participação na Taça Dionísio Filho com derrota, na noite desta quarta-feira (14), diante do Rio Branco, no Germano Krüger, em Ponta Grossa.

Mesmo tendo entrado em campo sem chances de classificação, o técnico Wagner Lopes considerava um resultado positivo como importante para dar confiança na continuidade e lamentou mais uma atuação ruim e o revés na partida. “Tudo que fizemos no jogo passado, hoje não conseguimos fazer. Apesar de termos criado oportunidades, não tivemos competência para fazer os gols. Em duas falhas em bolas paradas, acabamos sofrendo os gols. Sabemos que a vitória era importante para a sequência, mas hoje foi uma noite muito infeliz e muito abaixo do que treinamos. Isso é preocupante, pois sabíamos da necessidade de fazer uma boa semana de preparação. Tivemos uma noite ruim, mas temos que levantar a cabeça e nos prepararmos para fazer uma boa partida pela Copa do Brasil”, avaliou em entrevista coletiva.

Com o time oscilando bastante neste início de temporada, o treinador culpou a falta de concentração do grupo pelos resultados ruins e ressaltou a necessidade de evoluir no quesito para ter um padrão definido e evitar que os erros voltem a acontecer. “Eu acho que falta a concentração. Quando você está bem concentrado, entra disposto a tudo para poder vencer o adversário. Hoje não duelamos da mesma maneira como foi contra o Prudentópolis, de querer ganhar a qualquer custo. Então, eu acho que passa por um processo de concentração. Não importa se é em casa ou fora, queremos manter o mesmo padrão de jogo. Temos que ter maior capricho na finalização e ímpeto na hora de defender, para não deixar o adversário ganhar o duelo individual”, enfatizou.

Cobrando mudanças na postura do time, Wagner Lopes acredita na qualidade do grupo e espera encontrar no trabalho a forma de reverter o atual cenário, aproveitando a semana cheia de preparação até o duelo decisivo da próxima semana. “Sabemos que o atleta não quer errar. Ficamos até nervosos por essa situação, mas as soluções estão aqui dentro. Precisamos ter paciência, treinar mais e termos mais calma na hora da execução. Teremos uma semana de preparação e vamos treinar mais”, concluiu.

O Paraná volta a campo na próxima quinta-feira (22), às 21h30, diante do Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, em São Luís-MA, em duelo único pela segunda fase da Copa do Brasil. Diferente da fase anterior, um empate leva a decisão para nos pênaltis.

Confira a entrevista coletiva do técnico Wagner Lopes: 

Wagner Lopes fala em entrevista após mais uma derrota no Paranaense

Posted by Esporte Banda B on Wednesday, February 14, 2018