O setorista do Vitória na Rádio Sociedade, Renan Rocha, conversou com a Rádio Banda B para falar sobre o novo reforço do Paraná, o meia armador Lúcio Flávio.

Segundo Renan, Lúcio chegou com seu nome bastante badalado, mas perdeu a vaga na equipe titular ainda no ano passado.”Assim que o Lúcio Flávio chegou, despertou muito interesse da mídia e da torcida, pois estava chegando um grande nome para ser o camisa 10, mas no decorrer da temporada, ele acabou perdendo a oportunidade de ser titular para o Geovane”, lembrou o setorista.

O motivo para que Lúcio Flávio não tenha se adaptado, pode ter sido por ser um jogador quieto. “Acredito que ele não se adaptou muito a cultura da Bahia, já que ele é muito calado e isso irritava um pouco a torcida e a mídia”, analisou.

Jogadores que falam muito na imprensa baiana geralmente se dão bem, pois a torcida acaba gostando das polêmicas. “Os torcedores aqui da Bahia estão acostumados e até gostam de jogadores falastrões, como é, por exemplo, o Neto Baiano, que vem despertando o interesse da mídia”, disse Renan Rocha.

Quanto a rescisão do contrato com o Rubro-negro baiano, foi feita de forma natural e amigável.”A rescisão do contrato com o Vítoria foi feita de forma bem tranquila, ele chegou para a diretoria e disse que não dava mais para ficar no clube porque não estava jogando e a rescisão foi feita, então, de forma amigável”, finalizou Renan.