Rogério Micale quer torcida jogando junto com a equipe em clássico diante do Coritiba (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

Pressionado pelo reencontro com as vitórias, o Paraná recebe o Coritiba, nesta quarta-feira (07), às 21h45, na Vila Capanema, pela segunda rodada da Taça Caio Júnior. Em seu segundo jogo no comando da equipe, o técnico Rogério Micale segue buscando a formação ideal e espera manter a base no clássico para dar sequência e entrosamento aos que atuaram no empate diante do Cianorte.

“Isso depende de alguns fatores, mas a princípio a gente mantém a base. Estamos tentando achar um time e dar entrosamento para ele. Nós vamos ser mais fortes a partir do momento que jogarmos mais juntos, mas é lógico que o dia a dia conta muito. Se tiver destaque e aqueles que estiverem entrando não corresponderem a nossa expectativa, outros serão oportunizados. Mas a princípio a gente pretende achar essa equipe, dar minutagem para que joguem juntos e ver se conseguimos ter uma evolução”, afirmou o treinador em entrevista à imprensa.

Com apenas uma vitória até então na temporada, o comandante vê o clássico diante do Coritiba como um jogo-chave para recuperar a confiança e a tranquilidade do grupo, além de colocar o Paraná na briga pela classificação à semifinal da Taça Caio Júnior. “O que vai fazer voltar a nossa autoestima é ganhar. No futebol, a vitória traz a autoconfiança e te dá um retorno de tranquilidade para você desenvolver o trabalho. A minha expectativa é em cima disso, de conseguir uma vitória. Eu sei da dificuldade que é um clássico, mas a equipe deu uma resposta interessante dentro do que trabalhamos na semana. Vamos tentar fortalecer isso, mesmo sem ter tempo para treinar e pensamos que com a conversa nós podemos acertar e fazer um bom jogo”, comentou.

Com a insatisfação dos torcedores e pressão por resultados, Rogério Micale exaltou a força da torcida paranista e espera bom público na Vila Capanema para empurrar o Tricolor em busca da recuperação. “Eu estava fora do estado e acompanhava o Paraná, como a torcida carregou a equipe em vários momentos quando se jogava em casa. E isso eu posso dizer que é fundamental. Uma torcida que está junto e empurra, é lógico que se as coisas não funcionarem, tem todo direito de cobrar pós-jogo. Mas há necessidade de estarem junto conosco, ainda mais em um momento de transição. É importante que ela esteja do nosso lado, pois só assim nós vamos passar essa fase, fortalecer o grupo e buscarmos os nossos objetivos. Gostaria de convocar o torcedor para que venha à Vila, pois entrega não irá faltar. Se nós conseguirmos esse resultado em casa, vamos dar um passo importante para a classificação para a semifinal. Se a torcida vier nos ajudar, vai fazer a diferença assim como já fez na Série B”, concluiu.

Com a possibilidade do retorno do lateral-direito Alemão, que está em fase final dos trabalhos de transição e deve ficar à disposição de Micale para a partida, o provável time tem Richard; Júnior (Alemão), Neris, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Jhonny Lucas, Vitor Feijão (Diego), Carlos Eduardo e Marcelo Báez; Thiago Santos.

Confira a entrevista coletiva do técnico Rogério Micale:

O técnico Rogério Micale fala em entrevista coletiva antes da partida contra o Coritiba, na Vila Capanema

Posted by Esporte Banda B on Tuesday, March 6, 2018