O técnico Roberto Fonseca faz mistério e ainda não confirmou a escalação do Paraná para a partida desta terça-feira, contra o Guarani, a partir das 19h30, em Araraquara. O próprio treinador já afirmou que só vai divulgar a formação da equipe momentos antes do início do jogo de logo mais, válido pela 17ª rodada da Série B.

Uma das dúvidas que Fonseca deixou no ar é no setor defensivo do time paranista. O zagueiro Cris já cumpriu os dois jogos de suspensão impostos pelo STJD e deve voltar à equipe titular, jogando ao lado de Brinner. Como o lateral esquerdo Lima está suspenso pelo terceiro amarelo, o comandante tricolor pode improvisar o zagueiro Luciano Castán no setor (como já fez em algumas partidas) ou promover a estreia de Gleidson, lateral de origem.

No meio, certamente Júnior Urso, Éverton Garroni, Serginho e Wellington serão titulares. Giancarlo volta de suspensão automática e pode começar jogando no ataque paranista, ao lado de Borebi, Ricardinho ou até Hernane. Os quatro atacantes disputam duas vagas na equipe do Tricolor. Fonseca prefere desconversar sobre a escalação que vai mandar à campo, mas comemora o fato de ter várias opções para armar o time.

Valquir Aureliano
Vários torcedores vão para Araraquara apoiar o Tricolor hoje à noite

“Nós estamos super satisfeitos com alguns jogadores que estão nos dando retorno. O Ricardinho, por exemplo, estava contundido, voltou e está entrando bem. Isso para nós é muito importante, porque a competição é longa e você sempre está perdendo jogadores. Você tendo opções, dá para fazer as trocas necessárias para manter a pegada da equipe”, disse Roberto Fonseca.

Apesar do mistério, a tendência é que o Tricolor enfrente o Guarani com a seguinte formação: Zé Carlos; Lisa, Brinner, Cris e Luciano Castán (Gleidson); Júnior Urso, Éverton Garroni, Serginho e Wellington; Giancarlo e Borebi (Ricardinho).