Depois de quatro partidas, o técnico Ricardinho conheceu ontem sua primeira derrota no comando do Paraná – 2 a 1 para o Palmeiras, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Quando a partida ainda estava empatada, o volante Henrique Alemão cometeu pênalti em Patrik, lance que garantiu a vitória do Porco.

Na coletiva de imprensa, o comandante paranista isentou de culpa o jovem volante, formado nas categorias de base do Tricolor. “Não é justo jogar toda a carga da derrota no Henrique Alemão. Eu não posso e não vou tolerar que façam isso. Prmeiro porque eu sou o treinador. E segundo porque todos têm responsabilidade por esse resultado”, afirmou o treinador.

Detalhes fizeram a diferença

Lamentando o primeiro revés da temporada, Ricardinho apontou alguns detalhes que foram fundamentais para o Tricolor não vencer o Porco. “Nós marcamos o adversário muito longe. Olhamos eles tocarem a bola. Quando tínhamos a bola, não jogávamos. Nós tínhamos a ligação direta no ataque, a bola não passava no meio. Quando a bola não passa no meio, você não tem condições de criar jogada de incomodar o adversário”, analisou.