Não é mais segredo para ninguém que o Paraná está tentando convencer os outros nove clubes da Série Prata 2012 a anteciparem a competição, que passaria de maio para o início do ano, ao mesmo tempo em que seria disputada a primeira divisão do estadual. A Federação Paranaense de Futebol (FPF) afirmou que só muda a data da competição se todas as equipes aceitarem.

Por isso, a diretoria paranista marcou uma reunião com os nove presidentes dos clubes do interior, na próxima terça-feira, a partir das 14h, na Sede da Kennedy. A rádio Banda B entrou em contato com o presidente do Nacional de Rolândia, José de Oliveira, que revelou qual a proposta financeira que recebeu dos dirigentes do Tricolor.

“A proposta até que não é tão ruim. É o pagamento de taxas de arbitragem e de todas as viagens, incluindo a alimentação. Parece que o Paraná acertou com um patrocionador que pagaria tudo isso”, afirmou o presidente.”Eu acredito o dinheiro desse patrocínio viria para as taxas de arbitragem e todas as viagens, porque tudo isso não é barato. Cada viagem sai em torno de R$ 5 mil, aí se você jogar nove partidas fora, acaba gastando R$ 45 mil. A proposta não me parece tão ruim, à princípio, porque nos traria uma boa economia”, completou.

Mas José de Oliveira ainda não definiu se o Nacional é a favor ou contra a antecipação da Série Prata. Tudo isso só deve ser resolvido na reunião da próxima terça-feira, e a expectativa da diretoria paranista, é de contar com a presença dos nove presidentes envolvidos no estadual 2012.