Vinicius Kiss foi contratado por indicação do técnico Lisca. (Divulgação/Cuiabá)

O Paraná foi surpreendido com o pedido de saída do atacante Felipe Alves para o futebol do Kuwait, mas rapidamente agiu no mercado para não deixar uma lacuna no elenco e acertou a contratação de Vinícius Kiss, que estava jogando no São Bernardo.

Felipe Alves chegou ao Tricolor no começo do ano vindo da Tombense e marcou três gols durante o Campeonato Paranaense. Porém, desde a chegada do então treinador Cristian de Souza, o atacante perdeu espaço e jogou apenas cinco vezes durante a Série B, marcando duas vezes contra Juventude e Figueirense. Sua despedida foi na última rodada diante do Boa Esporte quando entrou no segundo tempo.

“Fomos pegos de surpresa por uma proposta do mercado alternativo. O atleta Felipe Alves tinha uma estabilidade financeira estável com salários pagos pelo clube que o emprestou e optamos, em comum acordo, pela liberação. Ele está indo jogar no Kuwait, o salário é em dólar e é mais pela estabilidade financeira”, explicou Rodrigo Pastana, executivo de futebol do Tricolor.

Já Vinícius Kiss é meia que joga pelo centro e também na direita. Seu maior momento de destaque foi quando defendeu o Tupi entre os anos de 2015 e 2016 e fez quatro gols em 64 partidas. Ele estava jogando no São Bernardo e balançou as redes em três oportunidades em nove partidas.

“Através de uma solicitação do Lisca trouxemos o Vinícius Kiss que estava no São Bernardo e até jogou no Tupi na mesma época que o Felipe Augusto e Daniel Morais. Ele vem para suprir a saída o Felipe Alves e também o Nathan. É um jogador que joga pela extrema direita, faz um meia aberto e é um jogador bem versátil”, disse Pastana.