Todos os resultados da rodada ajudaram, mas o Paraná não conseguiu passar pela forte marcação do Criciúma e ficou no empate sem gols com o time catarinense. Absoluto no meio campo, o Tigre aprendeu ainda no primeiro tempo como lidar com o esquema tático armado por Guilherme Macuglia e a criação tricolor virou presa fácil. De positiva, a atuação do goleiro Thiago Rodrigues, que de defesas milagrosas a corte certeiros na área, garantiu o zero no placar na Vila Capanema.

Caso tivesse conquistado a vitória, o Paraná Clube ficaria a apenas quatro pontos de retornar à zona de acesso à Série A, que agora está seis pontos distante. Com 44, o Tricolor é o 10ºcolocado do Campeonato Brasileiro e, na próxima rodada, tem parada dura contra a vice-líder Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.

Criciúma adianta marcação e prende o Tricolor

O Paraná começou consciente de que o ataque era prioridade para conquistar o resultado em casa. Após os 10 minutos de jogo, porém, o Criciúma pareceu encontrar a fórmula mágica para dominar o meio campo tricolor e, a partir daí, foi senhor do jogo. Adiantado na marcação, o Tigre anulou quaisquer tentativas de criação do Paraná, que, na base do chutão, correu o tempo todo atrás das sobras.

E a máxima de que quando o ataque não trabalha é o goleiro que brilha foi válida. Atento na meta, Thiago Rodrigues o grande nome do time da Vila na etapa inicial, sendo decisivo para que o placar terminasse fechado no primeiro tempo dominado pelo Tigre. E com muito mais sorte do que juízo, o Paraná tinha a seu favor os resultados da rodada e a trave, que impediu o gol de Mateus a 39 minutos de partida.

Tigre aperta marcação e Paraná perde chances

Ainda que as dificuldades em deixar a marcação do Criciúma persistissem, o Paraná voltou mais disposto a disputar a posse de bola no segundo tempo. Adaptado ao esquema tático proposto por Guilherme Macuglia, o Tigre manteve o seu domínio na meia cancha e foi de Thiago Rodrigues a missão de segurar o resultado, com defesas tão milagrosas quanto as protagonizadas na primeira metade do jogo.

Com lapsos de velocidade, o Tricolor se lançou à dianteira nos minutos finais, mas a pressão do Criciúma ainda era forte e assustava a torcida, que compareceu em bom número na Vila Capanema. Packer e Giancarlo comandaram as chegadas do Tricolor no fim da partida, mas pararam nas boas defesas de Andrey. Com o resultado que, analisado segundo a partida, acabou sendo bom para o time da Vila, o Tricolor desperdiçou a chance de diminuir a distância até o G4.