A derrota para a vice-líder da Série B Ponte Preta deixou lições para o Paraná Clube. Em busca do resultado, o Tricolor se arriscou e se atirou ao ataque, sem, contudo, conseguir se segurar na defesa. Novamente, o técnico Guilherme Macuglia confirmou que a ansiedade não deixou o Tricolor vencer a partida que terminou em 4 a 3 para a Macaca. O ponto positivo, porém, fica por conta da ousadia do time da Vila, que caprichou nos três gols marcados no Moisés Lucarelli.

O treinador evitou criticar a postura do zagueiro Edson Rocha que, em noite pouco inspirada, não se apresentou bem. “O Rocha teve a função árdua de marcar o Ricardinho. Eu acho que não podemos individualizar. O conjunto também pecou em detalhes que foram preponderantes na derrota”, lamentou Macuglia.

De olho nos próximos adversários, São Caetano, Barueri e ABC, o técnico admite que o acesso ficou muito difícil após a derrota, mas leva lições da partida contra a Macaca. “Era um segundo tempo de risco. Adiantamos, tentamos pressionar e quando conseguimos nos aproximar, levamos os gols”, avaliou.