O Paraná enfrentou o Guarani sem um centrovante de ofício, mas na opinião do técnico Ricardinho, a ausência de um camisa 9 não foi determinante para o empate em 1 a 1, na tarde deste sábado, na Vila Capanema, em partida válida pela primeira rodada da Série B.

“Não nos fez falta um jogador de área, um centroavante. O que faltou foi colocar a bola pra dentro do gol, porque criamos oportunidades. Mas isso já aconteceu quando tínhamos centroavantes em campo, o que precisamos é trabalhar mais finalizações com os jogadores”, afirmou Ricardinho.

O treinador também não quis culpar o zagueiro André Vinícius pelo empate em casa. O jogador falhou no lance do gol do Bugre e não foi criticado por Ricardinho. “Não posso creditar o empate no erro do André. Ele sabe que errou, que tem que ter atenção, mas nós tivemos oportunidade de fazer gol e não fizemos”, finalizou o comandante paranista.