Divulgação/Paraná Clube
Para treinador, Cris pode corrigir problemas de comunicação do time em campo

Com os retornos do goleiro Zé Carlos e do zagueiro Cris, o Paraná que enfrenta o Duque de Caxias nesta terça-feira (4) já está pronto. O time não poderá repetir a escalação que empatou com o Vitória na última rodada, já que Flávio Boaventura e Marquinho estão suspensos e dão lugar a Cris e Lisa, que volta à equipe titular.

Para o técnico Guilherme Macuglia, o retorno do capitão Cris dá ao time o que faltava nas últimas partidas: poder de comunicação. “A gente precisa de um pouco mais de experiência em um momento como esse. Nossa equipe conversa pouco em campo e talvez com a entrada do Cris que era capitão o time cresça nesse aspecto”, avaliou o treinador, que também se preocupa com o panorama físico dos jogadores. “Os retornos dão um certo otimismo, também sob o aspecto de desgaste físico dos jogadores”, completou.

Contra o modesto Duque de Caxias, que só venceu uma em toda a Série B, o técnico prega cautela. Isso porque mesmo sendo o lanterna do campeonato, com 11 pontos, o time costuma ter uma postura ofensiva. “A gente já viu o Duque jogar. É uma equipe que mesmo nessa situação, joga solta”, afirmou o técnico, que deve levar a campo Zé Carlos; Lisa, Cris, Edson Rocha e Lima; Sílvio, Itaqui, Douglas Packer e Henrique; Ricardinho e Hernane.

Departamento médico

Enquanto o atacante Borebi sentiu dores e não deve entrar em campo para enfrentar o Duque, o meia Cambará segue em tratamento e já faz trabalhos com bola no Ninho da Gralha.