Após a vitória por 1 a 0 em cima do Vila Nova, no Serra Dourada, o técnico Guilherme Macuglia justificou a enorme queda de produção do Paraná na etapa final. O Tricolor recuou demais, deu espaço para o adversário jogar e quase deixou escapar os três pontos.

“Tivemos problemas no segundo tempo, tiramos o Marquinho no intervalo porque ele poderia ser expulso. Nós sabíamos que teríamos jogadores desgastados ao fim do jogo, terminamos a partida com quatro atletas com caimbrã. O desgaste físico dos jogadores foi o que causou a pressão do Vila Nova no segundo tempo”, analisou Macuglia.

Para o treinador, os jogadores não souberam dosar a quantidade de esforço físico no primeiro tempo, e por isso, acabaram cansando demais na etapa final.”Nós não saímos muito para o jogo no segundo tempo, tivemos essa dificuldade, mas é porque os jogadores estavam desgastados. Tivemos facilidades no primeiro tempo e talvez por isso os jogadores se esforçaram tanto e não aguentaram na etapa final. Mas o que vale é a vitória”, completou.

Sobre a substituição do lateral direito Marquinho, no intervalo do jogo, o treinador deixou claro que foi apenas porque o atleta já tinha levado um cartão amarelo.”A ideia não era tirar o Marquinho, mas quisemos preservar o jogador porque ele poderia ser expulso. Ele queria voltar, a gente não queria tirá-lo, mas a substituição se mostrou necessário”, finalizou Guilherme Macuglia.