Por Pedro Melo com informações de Monique Vilela

Hélcio assume a função de superintendente de futebol do Paraná. (Monique Vilela/Banda B)

Hélcio assume a função de superintendente de futebol do Paraná. (Monique Vilela/Banda B)

A diretoria de futebol do Paraná ganha um nome importante na história do clube com a chegada do ex-volante Hélcio para assumir a função de superintendente. Antes de aceitar o convite, o ex-jogador trabalhava como empresário, entre eles o atacante Henrique, mas afirma que deixou seu antigo emprego para se dedicar ao projeto do Tricolor.

“Encerrei meu vínculo com os atletas e eles entenderam. Estou no futebol desde os 12 anos, hoje estou com 47 e não me afastei em nenhum momento dos campos de futebol. Nunca me denominei empresário, mas sempre amigo. Claro que sinto muito em ter largado, mas sinto que o Paraná precisa de mim”, declarou o superintendente.

De acordo com o dirigente, o grande motivo que o fez aceitar o projeto foi o sacrifício que todos no clube estão fazendo para atingir os objetivos. “Não foi uma decisão fácil porque eu gosto muito do futebol e como eu falei no começo, sabia que os meninos precisavam de mim. Chega um momento que você compra um projeto porque eu vi o sacrifício que está sendo feito para melhorar”, afirmou.

Hélcio chega para assumir a vaga que era de Durval Lara Ribeiro, o Vavá, e logo em seu primeiro discurso já deixou claro que vai ouvir conselhos do agora ex-dirigente, que foi afastado no começo da semana, mas será ele quem tomará as decisões finais. “Vou ouvir o Vavá, é um cara inteligente, mas eu tenho autonomia de tomar decisões”, comentou.

Notícias relacionadas:

Ex-volante Hélcio é o novo superintendente de futebol do Paraná