Por Pedro Melo com informações de Monique Vilela e Osmar Antônio

Vitor Feijão foi uma das novidades na escalação do Paraná. (Geraldo Bubniak)

A vitória por 2 a 0 sobre o Avaí mostrou um Paraná completamente diferente em relação ao ano passado. O técnico Wagner Lopes utilizou muitos garotos em campo e apenas três jogadores que entraram em campo estavam no grupo em 2016 – Diego Tavares, Leandro Vilela e Guga.

Remanescente no elenco, Diego Tavares destacou o trabalho iniciado pelo novo treinador durante a pré-temporada. “Foi uma grande vitória e fomos organizados durante toda a partida. Professor está trabalhando bem suas características e o objetivo foi alcançado na primeira partida”, disse. “O time está de parabéns e tivemos um grande trabalho durante a pré-temporada”, acrescentou.

Para o atacante Vitor Feijão, o novo Tricolor joga de forma “alegre e ousado” e promete uma equipe ofensiva para conquistar os objetivos da temporada.  “Nosso jogo vai ser esse de buscar o ataque a todo o momento. A torcida veio aí nos apoiar e foi muito bacana. Nosso jogo é esse de alegria e ousadia”, comentou.

Já o meia Renatinho admitiu que o primeiro gol deu mais tranquilidade e criticou quem não está acreditando na equipe. “Tive a felicidade de acertar um belo chute de fora da área que tirou a ansiedade do nosso time que é jovem”, falou. “Já ouvi comentários que não estão dando o valor que merecemos, mas vamos responder dentro de campo”, complementou.

O Paraná volta a campo no próximo domingo (29) contra o Foz do Iguaçu pela primeira rodada do Campeonato Paranaense. “Foi uma boa primeira impressão, mas foi apenas o primeiro jogo”, destacou o zagueiro Eduardo Brock.