Analisado sob diferentes aspectos, o empate do Paraná Clube em 0 a 0 com o Criciúma tem também faces distintas. Dominado nos 90 minutos de jogo, o Tricolor deve o ponto que conquistou à atuação de gala do goleiro Thiago Rodrigues, que segurou tudo o que pode e foi destaque do time em campo. Por outro lado, ao empatar o Paraná perdeu a chance de ficar a apenas quatro pontos do G4, já que Americana e Boa não venceram seus compromissos.

Para o técnico Guilherme Macuglia, o elenco, mais uma vez, não soube controlar a ansiedade. “O Criciúma entrou pra ganhar e a ansiedade nos atrapalhou. Eles saíam com liberdade no meio campo e isso nos prejudicou demais no primeiro tempo”, destacou o treinador após a partida.

Decidido a mandar o jogo pelas alas, o treinador acabou mexendo no time ainda no primeiro tempo, promovendo a entrada de Douglas Packer no lugar do zagueiro Edson Rocha, que já tinha amarelo. “O Packer fez a bola chegar nas laterais, mas a gente errou muito passe. Perdemos muito a segunda bola para os volantes deles, que têm muita qualidade”, lamentou.

A seis pontos de retornar ao G4, o Paraná tem pela frente a vice-líder Ponte Preta, derrotada apenas duas vezes em casa, em toda a Série B. “A gente sabe na dficuldade de vencer a Ponte, mas conhecemos a possibilidade de surpreender”, avaliou Macuglia.