Por Pedro Melo 

Paraná ganhará R$ 650 mil em caso de classificação. (Monique Vilela/Banda B)

O Paraná tem uma partida muito importante para suas pretensões na temporada. Com quase dois meses de trabalho, o Tricolor lidera o Campeonato Paranaense e agora busca vaga na terceira fase na Copa do Brasil contra o Bahia neste sábado (25), às 16h30, na Vila Capanema.

Essa será a terceira partida na semana do time paranista e é considerada a mais importante não apenas pela classificação, mas também pelo dinheiro que entrará nos cofres do clube em caso de vitória. Se conquistar a vaga na terceira fase da Copa do Brasil, o Tricolor receberá R$ 650 mil da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Vivendo um bom momento, o técnico Wagner Lopes destacou a preparação da equipe durante a semana vê todos os jogadores muito motivados para disputar a partida.  “Jogo único e a preparação foi boa e coerente. Nós chegamos muito motivados para fazer um bom jogo na nossa casa diante da nossa torcida”, comentou.

Em relação ao time titular, o Paraná só não contará com o atacante Vitor Feijão, que sofreu uma lesão grave no joelho e ficará seis meses longe do gramado. O treinador paranista deverá escalar Bruno Cantanhede para formar dupla de ataque com Ítalo, mas contará com o recém-contratado Nathan como opção no banco de reservas.

Bahia mostra conhecimento do adversário

O Bahia poupou jogadores na partida do meio de semana pelo estadual e terá força máxima com destaque para os atacantes Maikon Leite e Hernane Brocador. O meia Zé Rafael, revelado pelo Coritiba, mostrou muito conhecimento de como o Paraná vem jogando. “É uma equipe perigosa e que, com certeza, a gente tem que ter muita atenção, muita cautela, para ir lá e fazer um bom jogo”, comentou.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ X BAHIA

Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR).
Data: 25 de fevereiro de 2017.
Horário: 16h30.
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP).
Assistentes: Anderson José Moraes de Coelho (SP) e Evandro de Melo Lima (SP).

Paraná: Léo; Diego Tavares, Airton, Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Renatinho e Matheus Carvalho (Guilherme Biteco); Bruno Cantanhede e Ítalo.
Técnico: Wagner Lopes.

Bahia: Eduardo, Tiago, Jackson e Armero; Renê Júnior e Edson; João Paulo, Régis e Maikon Leite; Hernane.
Técnico: Guto Ferreira.