Por Rodrigo Dornelles com informações de Monique Vilela

Empate em um jogo aberto na Vila Capanema. O Paraná não passou pelo Ceará em Curitiba e chegou ao terceiro empate consecutivo dentro de casa na Série B. Com a campanha mediana como mandante no primeiro turno, o técnico Marcelo Martelotte admite que o time deixou muitos pontos pelo caminho em casa, mas destaca o bom jogo realizado contra o Vozão.

Na visão do treinador paranista, o que se deve levar dessa partida contra o Alvinegro cearense é o bom jogo e o desempenho das equipes. “É importante frisar da qualidade do jogo, muito bem jogado pelos dois times. A diferença desse empate dos dois últimos em casa, hoje eles vieram para jogar, foi um jogo tecnicamente melhor. Empatamos contra um adversário qualificado, com um jogo bem jogado, o aproveitamento de oportunidades nessa partida faria de uma das equipes a vitoriosa. Chances os dois times tiveram”, comentou Marcelo Martelotte.

Martelotte já pensa em uma vitória sobre o Tupi na última rodada do turno. (Monique Vilela/ Banda B)

Martelotte já pensa em uma vitória sobre o Tupi na última rodada do turno. (Monique Vilela/ Banda B)

Destacando a boa partida na Vila, o que considera diferente do que ocorreu nos jogos anteriores, Martelotte admite que muitos poucos foram perdidos pelo Paraná dentro de casa no primeiro turno. “Você precisa ser forte na sua casa. Tivemos bons resultados como visitante, mas para ter chance de alcançar o objetivo de subir precisamos ser fortes em casa. Entendo que hoje não seja o dia para lamentar o resultado, foi um empate diferente, mas deixamos muitos pontos na Vila. São erros que não poderemos cometer no segundo turno”, avaliou o técnico.

O comandante tricolor ainda afirma que a derrota para o Criciúma, na rodada anterior, deixa uma impressão diferente do momento que vive a equipe. A gente tem encarado a competição com a dificuldade que ela nos traz. A derrota para o Criciúma deixa uma impressão ruim. Se não tivéssemos perdido para o Criciúma estaríamos há oito jogos sem perder, hoje são quatro sem vencer”, disse Martelotte.

Com uma rodada para o fim do primeiro turno, o pensamento de Marcelo Martelotte e do grupo paranista já é na partida de terça-feira (2), contra o Tupi, fora de casa. “Vamos para Juiz de Fora buscar uma vitória, respeitando muito a equipe do Tupi, que passou por um momento complicado, vem lutando para se recuperar, mas vamos para buscar a vitória. Vamos para jogar em um nível maior e conseguir um resultado positivo”, projetou o técnico.