Por Pedro Melo 

Marcelo Martelotte lamentou falta de intensidade dos jogadores. (Monique Vilela/Banda B)

Marcelo Martelotte lamentou falta de intensidade dos jogadores. (Monique Vilela/Banda B)

O Paraná não aproveitou a parada de 19 dias na Série B do Campeonato Brasileiro, teve uma atuação abaixo do esperado pelo torcedor e perdeu para o Brasil de Pelotas por 2 a 0. Mais uma vez, o Tricolor desperdiçou pontos na Vila Capanema e o fato foi lamentado pelo técnico Marcelo Martelotte.

“O que está fazendo muita diferença é o resultado, a soma de pontos e a gente já parte do fato que perdemos em casa. É difícil tirar algo positivo de uma derrota como essa e não tivemos a evolução esperada como essa. Parecia uma continuidade daquele final do primeiro turno”, declarou.

Quando o Tricolor já perdia por 2 a 0, o atacante Lúcio Flávio teve a chance de marcar o gol paranista, mas desperdiçou a penalidade novamente na temporada. “São detalhes do futebol. Ele teve as oportunidades no pouco tempo que jogou – pênalti e o rebote e dois lances na trave. Isso mostra que ele participou do jogo e que no futebol pode se consagrar em pouco tempo. Em relação ao pênalti, a gente já teve uma grande movimentação de batedores e é muito da confiança no momento”, explicou o treinador.

Durante o jogo-treino realizado no último final de semana, cerca de 100 torcedores invadiram a Vila Capanema para cobrar os jogadores. De acordo com o comandante paranista, o fato isolado não influenciou no resultado negativo. “Não influenciou. É difícil mensurar isso porque vai muito da reação de cada jogador, mas analisando de uma maneira coletiva, não vejo uma reação negativa e também não veria se a gente tivesse ganho o jogo. A derrota veio muito mais porque a gente não teve o comportamento necessário para ganhar do adversário”, afirmou.

O Paraná volta a campo no próximo sábado (26) para enfrentar o Bahia, na Arena Fonte Nova.

Confira a entrevista de Marcelo Martelotte: