Por Rodrigo Dornelles

Confira o relato da repórter Monique Vilela no gol do Paraná:

Paraná venceu o Bragantino fora. (Geraldo Bubniak/ futebolparanaense.net)

Paraná venceu o Bragantino fora. (Geraldo Bubniak/ futebolparanaense.net)

Vitória para espantar fantasmas na Série B. O Paraná conseguiu encaixar sua segunda vitória seguida fora de casa. O Tricolor foi até Bragança Paulista e contou com o goleiro Marcos inspirado para se segurar na defesa. Na frente, Lúcio Flávio mandou a zica dos pênaltis para longe e garantiu os três pontos.

Depois de um primeiro tempo em que Marcos foi o grande nome paranista, fazendo ótimas defesas e contando com a trave, a equipe tricolor conseguiu colocar a bola na rede e vencer na etapa final. De pênalti, Lúcio Flávio deixou a zica para lá e colocou na rede, confirmando a terceira vitória seguida do Paraná na Série B.

Embalado, o Tricolor vence mais uma e pode terminar a rodada no tão sonhado G4 da Série B, com 23 pontos. Na próxima rodada, a equipe encara o Avaí, na Vila Capanema, terça-feira (5), a partir das 19h15. Já o Bragantino segue na zona da degola, com 11 pontos, e pega o Oeste, fora de casa, sábado (9), às 16h.

Jogo amarrado e Marcos trabalhando

Sob sol em Bragança Paulista, Bragantino e Paraná fizeram um primeiro tempo sem grande inspiração. Uma partida amarrada e com pouca criatividade, mas que teve o goleiro Marcos, do Tricolor, trabalhando. O time da casa foi muito mais perigoso que o Paraná. Marcos Paulo acertou a trave em chute forte, Erick perdeu boa chance na pequena área, e Rafael Grampolla colocou outra bola na trave, em cabeçada. Nesse lance, na sobra, Marcos fez boa defesa. O goleiro já havia sido fundamental em saída nos pés de Grampolla em lance pela direita.

Pelo lado paranista, as boas chances de marcar foram pelo alto. Em dois escanteios cobrados pela esquerda, a dupla de zaga tricolor se apresentou no ataque para tentar marcar. No primeiro, Leandro Silva apareceu sozinho, nem precisou pular para cabecear, mas mandou para fora. Na outra oportunidade, Alisson cabeceou bem, deslocando o goleiro, mas mandou para fora.

Redenção e vitória

Mal começou o segundo tempo e Marcos já precisou trabalhar novamente. No primeiro lance, ele foi obrigado a cair nos pés de Tartá na área para salvar. O goleiro paranista ainda evitou a rede balançar em chute de fora da área e também em bola levantada em direção ao gol em que ninguém tocou nela e o camisa 1 salvou.

Com Marcão inspirado na defesa, o Tricolor se segurou e aproveitou bem a oportunidade que teve para marcar. Em contra-ataque, Robson foi lançado, ganhou na velocidade, driblou o zagueiro e sofreu pênalti. Lúcio Flávio, que já havia perdido três pênaltis em 2016, foi para a bola. O atacante deslocou o goleiro e colocou na rede para garantir a vitória paranista e sua redenção na marca da cal.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 0x1 PARANÁ

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.
Data: 02 de julho de 2016.
Horário: 16h.
Público e renda: 

Bragantino: Felipe; Alemão, Lucas Rocha, Éder Lima e Bruno Pacheco; Daniel Pereira, Gabriel Dias (Jefferson Baiano) e Marcos Paulo (Watson); Tartá (Claudinho), Rafael Grampolla e Erick.
Técnico: Marcelo Veiga.

Paraná: Marcos; Diego Tavares, Leandro Silva, Alisson e Rafael Carioca; Basso, Fernandes (Claudevan), Válber e Murilo (Henrique); Robson e Lúcio Flávio (Pitty).
Técnico: Marcelo Martelotte.

Cartões amarelos: Alisson, Basso e Leandro Silva (PRC).
Gol: Lúcio Flávio aos 31′ do segundo tempo (PRC).