Próximo da partida desta sexta-feira, 21h, contra o Icasa, os jogadores Welington e Luciano Castán conversaram com a imprensa na Vila Capanema.

Para o meia paranista, a boa “mini-turnê” realizada longe de seus domínios já é coisa do passado. “Foi importante os pontos que fizemos fora de casa, mas agora o foco é o próximo jogo e precisamos da vitória para dar sequência no trabalho”, declarou.

Atuando na lateral-esquerda e defesa, Luciano Castán disse não ter preferência no momento. “Tanto na ala quanto na zaga, espero estar em campo para ajudar os companheiros. Não tenho problema algum em atuar em qualquer posição que o professor escolher”, comentou.

Welington, que joga de armador ou volante, também ressalta que a o importante é estar dentro das quatro linhas. “Quero mesmo é jogar e ajudar. Estou tendo a oportunidade e, independente da posição, o que preciso é estar em campo”, disse.

Após seis rodadas, o meio-campo tricolor acredita que o entrosamento tende a ficar melhor. “Com decorrer do tempo, estamos entrosando cada vez mais e, a tendência, é que os resultados venham junto”.

Castán admitiu a ótima fase do grupo paranista, mas deixou claro que a Série B é longa, é é preciso somar pontos sempre. “Temos muito campeonato pela frente e precisamos da vitória sexta-feira para continuar no G4”, afirmou.

O defensor também aproveitou para convocar a nação azul, vermelha e branca. “É muito bom quando temos a torcida em campo e, espero, que a Vila Capanema esteja lotada”, finalizou.