Por Esporte Banda B

Guilherme Biteco se emocionou com retorno após morte do irmão (Reprodução/Instagram)

O retorno aos gramados parece ter sido complicado para o meia Guilherme Biteco. Voltando a atuar 11 meses depiois de ter rompido o ligamento do joelho, o jogador deixou o campo bastante emocionado neste domingo (5) no Couto Pereira. E não foi a derrota no clássico a responsável pelas lágrimas e sim o fato de ser a primeira partida após a morte do seu irmão, o volante Matheus Biteco, uma das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense, no final do ano passado.

Ao término do clássico Paratiba, uma cena chamou a atenção. Aos prantos, Guilherme Biteco era consolado pelo técnico Wagner Lopes e pelos companheiros de equipe. Mesmo com a derrota em campo, a partida era para ser um marco pessoal. Se tratava do retorno do jogador aos gramados após 11 meses de recuperação de um rompimento no ligamento do joelho. A lesão se tornou a segunda opção, o menor de todos os problemas. A superação iria muito além disso.

Se tivesse entrado a bola espalmada por Wilson, aos 26 minutos do segundo tempo, após uma boa cabeçada de Biteco, a emoção teria sido adiantada. Seria a homenagem para o irmão, Matheus Biteco, falecido no final do ano passado na tragédia com o avião da Chapecoense, que vitimou 71 pessoas entre jogadores, comissão técnica, dirigentes, tripulantes e jornalistas.

Sem o gol, Guilherme Biteco resolveu usar as redes sociais para expressar a emoção e homenagear o irmão através de uma foto publicada no Instagram. “Dia estranho pra mim.. voltar a jogar depois de quase um ano e dia de lembrar que meu telefone não vai tocar após os jogos com você me dizendo o que fiz de certo e de errado.. tô em busca do nosso sonho, continua me guiando aí de cima. Te amo”, escreveu.

Um ano mais novo que Guilherme, o volante Matheus Biteco faleceu aos 21 anos, no final de novembro de 2016, no acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense para disputar a decisão da Copa Sul-Americana, na Colômbia.

Revelado pelo Grêmio, o meia Guilherme Biteco pertence ao Hoffenheim, da Alemanha, e está emprestado ao Paraná Clube.