Por Guilherme Coimbra com informações de Monique Vilela

Biteco celebra volta por cima e fala sobre perda do irmão (Divulgação/Paraná)

A vitória do Paraná diante do JMalucelli, no último domingo (12), valeu mais que a liderança para o Tricolor. A partida marcou mais uma etapa da volta por cima do meia Guilherme Biteco, que deu assistência para o gol de Renatinho. Em entrevista coletiva após o duelo, o jogador destacou a importância do papel do técnico Wagner Lopes para a retomada da carreira após afastamento por lesão e morte do irmão.

A relação do Wagner [Lopes] conosco é muito boa. Ninguém quer ficar de fora, então o rodízio é bom que joga todo mundo”, contou Biteco. “Depois do jogo contra o Coritiba, ele [Wagner Lopes] conversou bastante comigo, explicou a história de vida dele. A convivência não só com ele, mas também com o grupo no geral, tem sido muito boa. Todos estão me dando muita força para lidar com essa situação”, concluiu.

Guilherme Biteco comentou novamente sobre a volta por cima após o falecimento do seu irmão, o ex-volante Matheus Biteco, uma das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense. “Nós conseguimos enganar todo mundo, menos o travesseiro. Quando se deita que os pensamentos vêm. Mas tenho que trazer o meu irmão do lado bom, para me dar forças dentro de campo, nos treinamentos e em tudo, não só para a emoção”, disse.

Biteco agradeceu o apoio da torcida do Paraná Clube e garantiu entrega máxima nas próximas partidas. “Como eu falei, está sendo muito bom o carinho que a torcida está tendo comigo. A única tristeza que tenho é que meu irmão não está mais ao meu lado para ver esse bom momento que estou vivendo”, afirmou. “No próximo jogo vou querer dar mais. Não vou só querer o passe, como fazer o gol. Estou sentindo que aos poucos estou me soltando e pegando a confiança de fazer o que eu sei”, finalizou.