O meia atacante Marinho foi uma das últimas contratações do Paraná nesta Série B. Vindo do Internacional, onde não tinha muitas oportunidades, o jogador se lesionou logo que chegou ao Tricolor e somente nas últimas rodadas começou a ser utilizado pelo técnico Guilherme Macuglia.

Na última partida do Paraná, Marinho entrou no segundo tempo e marcou o terceiro gol tricolor na derrota por 4 a 3 para a Ponte Preta. O atleta fez uma grande jogada, passou por três marcadores e marcou um golaço no Moisés Lucarelli, mas acabou não sendo o suficiente para evitar a derrota da equipe paranista.

Com a suspensão de Giancarlo pelo terceiro cartão amarelo, Marinho pode pintar como titular do Tricolor para o jogo do próximo sábado, contra o São Caetano, a partir das 16h20, na Vila Capanema. O atleta evitou falar sobre essa possível titularidade e preferiu exaltar o espírito de luta que os jogadores do Paraná vão ter que carregar nas seis partidas restantes desta Série B.

“Cheguei aqui com muita vontade de jogar, de ajudar o Paraná no campeonato. Mas infelizmente me machuquei, voltei e graças a Deus as oportunidades vieram. O resultado não veio contra a Ponte Preta, mas jogamos bem e ainda temos seis jogos pela frente, temos que colocar nossa vida nessas partidas. Enquanto houver chance, vamos continuar brigando”, afirmou Marinho.

Se confirmada a escalação de Marinho, a dupla de ataque do Paraná será formada por ele e por Ricardinho, que hoje foi poupado do treino do Tricolor, mas não preocupa para o jogo diante do Azulão.