Por Guilherme Coimbra com informações de Monique Vilela

Com um futebol envolvente, o Paraná empolgou em suas duas primeiras apresentações no ano (Rafael Buiar/Do Rico Ao Pobre)

As duas primeiras partidas do Paraná no ano serviram para mostrar um poder ofensivo que animou o torcedor. Balançando as redes sete vezes em dois jogos, o ataque paranista mostrou efetividade e já revelou duas estratégias poderosas: a velocidade e a bola aérea. Além de impor um ritmo veloz e ousado durante os 90 minutos, o Tricolor se mostrou letal nos cruzamentos, origem de três dos cinco gols da goleada por 5 a 0 sobre o Foz do Iguaçu, neste domingo (29), na Vila Capanema.

Após a partida, em entrevista coletiva, o técnico Wagner Lopes mostrou satisfação com o bom aproveitamento da equipe nas bolas cruzadas. “Nós treinamos muito e ainda precisamos treinar essa jogada. Um estudo de 2010 mostrou que a maioria dos gols, quase 78%, são oriundos de bola parada. É um fundamento muito importante e acho que nós podemos melhorar”, afirmou.

Além das jogadas pelo alto, o Paraná chamou a atenção pela criatividade e velocidade. Com um time jovem e rápido, o futebol envolvente não levou a torcida ao delírio na Vila Capanema somente nos gols. No duelo contra o Foz do Iguaçu, o atacante Ítalo aplicou uma carretilha desconsertante no adversário e incendiou o torcedor tricolor.

O treinador celebrou o estilo ágil e ousado da equipe, mas cobrou um jogo responsável dos atletas. “Eu peço para os nossos jogadores a ousadia, mas com certa responsabilidade. Ela tem que existir, mas sempre respeitando o adversário. E a melhor maneira de respeitar é fazer o seu melhor para que isso aconteça dentro do fair play. É uma ideia de jogo, é uma coisa que pedimos e exigimos no treinamento. Nossa disputa interna é muito legal, mas dentro do jogo nós temos que buscar na hora certa”, destacou Wagner Lopes.

Com 100% de aproveitamento e uma média de 3,5 gols por partida nestes dois jogos, o Tricolor volta a campo na próxima quinta-feira (2), às 20h, para encarar o Cianorte, na Vila Capanema, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Paranaense.