Por Rodrigo Dornelles com informações de Osmar Antônio

Enquanto rolava o treino do Coritiba na manhã desta sexta-feira (9), em um campo ao lado no CT da Graciosa, o Londrina fazia seu trabalho visando a partida contra o Paraná, no sábado (10), na Vila Capanema. Entre os jogadores do Tubarão, um deles sentia-se em casa. Em alta no LEC, o atacante Keirrison retorna à Curitiba e espera dificuldades para a equipe diante do Tricolor.

O atacante alviceleste relembra que no primeiro turno os times empataram em 1 a 1 no Estádio do Café e espera uma partida complicada na Vila Capanema, mas mostra confiança em um bom resultado. “Vai ser um jogo com dificuldade, eles jogando em casa, mas temos condições de fazer uma boa partida e conseguir a vitória”, disse Keirrison.

Keirrison reencontrou o CT da Graciosa. (Osmar Antônio/ Banda B)

Keirrison reencontrou o CT da Graciosa. (Osmar Antônio/ Banda B)

Artilheiro do Londrina na Série B, com sete gols marcados, o jogador volta a viver grande fase e credita seu bom desempenho à confiança depositada pelo clube. “O mais importante é uma sequencia de jogos, eu já pedia há um tempo e não conseguia. Mas fico feliz de poder estar demonstrando meu trabalho, de poder ajudar os companheiros. Vejo que é um conjunto de várias coisas, meus companheiros, comissão e um todo do Londrina o que venho vivendo esse ano e é importante para todo grupo”, comentou o atacante.

Com o Tubarão beirando o G4 da Série B, o jogador revela que falar em ingressar no grupo dos quatro primeiros é assunto que tenta ser evitado no elenco. “Nossa intenção realmente é pensar em cada partida, vencendo elas, buscando o melhor resultado possível. Procuramos nem falar do G4 dentro do grupo, nosso objetivo é vencer as partidas e creio que quando acontecer vai ser naturalmente e vamos lutar par ficar lá”, projetou Keirrison.

Mesmo evitando falar em entrar no G4, Keirrison garante que há uma expectativa na cidade em relação à possibilidade de o Londrina disputar a Série A em 2017. “Existe essa expectativa de todos e creio que todos fazem parte desse projeto, planejamento que o clube tem. Então é todo mundo, não só nos atletas, torcida, aqueles que investem na instituição então todos estão motivados e confiantes que vamos alcançar esse objetivo”, afirmou o atleta.

De volta à Curitiba, ele reencontra o CT da Graciosa, local em que passou boa parte de sua carreira, treinando pelo Coxa. E o jogador não nega a saudade. “Tenho (saudade) porque é uma história que marca, eu vivi isso, está na minha vida. Agradeço muito a instituição, às pessoas e aos torcedores que sempre têm um carinho por mim, pelo que procurei fazer o máximo pelo clube. Agradeço a todos o carinho até hoje e realmente é uma história e faz parte da minha vida”, comentou Keirrison.