Wilians Lima/Banda B
Elenco se reúne em torno do amuleto trazido direto do Vaticano e com as bençãos do papa Bento XVI

Com o departamento médico cheio e um desafio complicado à vista pela Série B, o Paraná Clube conta com a proteção divina para enfrentar a Portuguesa no próximo sábado (03) e recuperar seu lugar entre os quatro melhores do Campeonato Brasileiro.Isso porque, de olho no empurrãozinho que vem dos céus, o fiel torcedor paranista, Tadeu Kawalec, conhecido como Rei do Pierogi graças à receita que o deixou famoso em Curitiba, levou aos jogadores do Tricolor uma toalha benzida pelo Papa Bento XVI.

“Espiritualmente, a gente com certeza vai estar mais forte e isso é muitio importante pra todos nós”, aponta o goleiro Luís Carlos, novamente confirmado entre os titulares, já que Zé Carlos segue vetado. E o presente para o elenco chega em ótima hora, afinal, sem Junior Urso, Wellington, Cambará e Cris, o time que está a dois pontos do G4 não quer deixar o Americana escapar de vista.

Com o amuleto que veio direto do Vaticano, o Paraná sabe que vai precisar de sorte, afinal a Lusa não é líder da Segundona sem esforço. Em todo o primeiro turno, o time paulista só perdeu duas partidas em casa, para Vila Nova e ABC. “A Portuguesa faz um excelente campeonato, mas a gente vai viajar pra jogar de igual pra igual”, garante Luís Carlos, que, com ou sem proteção divina, fechou a meta na última rodada e garantiu a vitória do Tricolor sobre o Boa, na Vila.

O Paraná Clube enfrenta a Portuguesa neste sábado (03), às 16h, no Canindé. A dois pontos do G4, o Tricolor tem que vencer seu compromisso em São Paulo e torcer por um tropeço do Americana, que tem 33 pontos, para retornar à zona de acesso do campeonato.