Por Guilherme Coimbra com informações de Monique Vilela

O meia Renatinho marcou um golaço de falta contra o Cianorte (Monique Vilela/Banda B)

O Paraná derrotou o Cianorte por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (2), na Vila Capanema, e alcançou a sua terceira vitória consecutiva, mantendo os 100% de aproveitamento na temporada. Diante de um adversário que complicou a partida, o Tricolor só construiu a vitória nos minutos finais: Alex Santana abriu o placar aos 31 e o meia Renatinho fechou com chave de ouro, marcando um golaço de falta aos 43 minutos do segundo tempo. Depois do jogo, o camisa 10 paranista festejou o belo gol e ressaltou a força do grupo ao comentar sobre o rodízio promovido pelo técnico Wagner Lopes na equipe. 

Final do jogo, pensei que o goleiro não estaria esperando. Meu pensamento mesmo foi bater em direção ao gol, a gente vem trabalhando isso. Mas com a ajuda dos meus companheiros de entrarem na frente e com a minha felicidade de pegar bem na bola, saiu bonito o gol”, contou Renatinho  em entrevista coletiva depois da partida.

A vitória foi construída só nos minutos finais e não foi por acaso. Vindo de uma vitória na estreia, o Cianorte endureceu o jogo e só foi batido pela desigualdade numérica, depois da expulsão do lateral-direito Jackson, aos 13 minutos do segundo tempo.

A equipe do Cianorte é muito qualificada, competitiva. Foi [um jogo] complicado mesmo. Eles trabalham bem a bola e se posicionam bem. No primeiro tempo o jogo foi mais amarrado, com poucas chances. Tivemos algumas mais claras, mas faltou um pouco mais”, comentou o camisa 10. “No segundo tempo o que nos ajudou foi que a gente manteve a mesma pegada e também a expulsão do jogador deles. Isso facilitou um pouco para nós. Eles recuaram, mas soubemos ser inteligentes e fizemos os gols”, completou.

O técnico Wagner Lopes fez mais uma vez o rodízio de jogadores e surtiu efeito. O trabalho do comandante paranista foi elogiado pelo meia Renatinho. “O grupo comprou a ideia do treinador. Ele fala com a gente até no particular. Vê as características de cada um para conversar. É um cara bem família, então nos ajuda bastante. E pela elenco ser mais jovem, tende a escutar um pouco mais. Isso que está surtindo efeito dentro de campo”, destacou.

Visando o duelo da Copa do Brasil na próxima quarta-feira (8), o Tricolor deverá ter um time alternativo no clássico. O meia Renatinho projeta o duelo contra o Coritiba, no domingo (5), às 20h, no Couto Pereira e planeja estar entre os titulares.“Todo mundo quer jogar, mas tem que ser aquela disputa saudável com os companheiros. Isso vai ter em todo lugar e só prova que o nosso elenco é qualificado. Quem o professor colocar entre os titulares, vai poder corresponder”, explicou. “Todos querem jogar, mas o nosso foco agora é descansar e já pensar no Coritiba. Fica aquele friozinho na barriga, ansioso para chegar o dia que sai a escalação, mas temos que aceitar naturalmente. Isso acontece o tempo todo e nós sabemos tirar isso de letra”, concluiu.

Confira a entrevista coletiva do meia Renatinho: