Por João Pedro Alves e Monique Vilela

Titular nos últimos compromissos do Paraná no Campeonato Paranaense, o meia-atacante Paulinho foi afastado do elenco tricolor na manhã desta quarta-feira (19) e virou desfalque por tempo indeterminado. A decisão drástica foi tomada pelo técnico Milton Mendes, que optou por deixar o atleta na “geladeira” após uma discussão entre os dois antes do treino realizado na Vila Olímpica do Boqueirão.

O desentendimento entre Paulinho e o treinador não foi algo novo no futebol, tratou-se de uma discussão que acontece no dia a dia de um clube. No entanto, valorizando uma hierarquia de comando, Milton Mendes decidiu dar um gancho ao jogador alegando apenas que foi um “ato de indisciplina”. O que aconteceu nos bastidores ficou nos bastidores e não foi trazido à público.

(Foto: Monique Vilela/Banda B)

Atrito com o treinador causou afastamento de Paulinho (Foto: Monique Vilela/Banda B)

“O Paulinho teve uma situação que não foi positiva e está fora. Ele teve uma posição indisciplinar. Não vou entrar em detalhes, já foi feito e é algo interno do clube”, limitou-se a dizer o comandante paranista. “Se ele está no grupo? Não, não está”, confirmou.

O período deste afastamento de Paulinho não foi definido pela comissão técnica. Assim como Milton também negou que o atleta não vá mais vestir a camisa do Paraná enquanto ele estiver à frente do elenco. O retorno ao grupo, segundo o treinador, depende apenas do próprio meia-atacante.

“Foi algo que não caiu bem com a comissão técnica, foi um momento que não foi pensado. Se ele se retratar, a situação muda. Por enquanto, está fora”, explicou. “Não sou eu que tomo atitudes, as pessoas mostram o que eu devo fazer. Até hoje não tinha tido nenhuma situação negativa. Mas quando entra em algo que não é agradável, o treinador tem que se posicionar. A liderança tem que ser demonstrada”, concluiu.

Desta forma, Paulinho não defende o Paraná na estreia na Copa do Brasil contra o São Bernardo, que acontece na quinta-feira (20) no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo-SP. Além dele, também não atuam no ABC Paulista, mas poupados pela comissão técnica, os meias Lúcio Flávio, Paulinho Oliveira e Fernando Gabriel.