Ouça o áudio

Paraná pressiona mas leva gol no contra-ataque

Mesmo jogando fora de casa, o Tricolor não se acanhou e atacou o Vitória logo no começo da partida e teve a primeira chance com Lúcio Flávio, aos 2 minutos de partida.

O Vitória tinha algumas oportunidades, principalmente com as bolas paradas cobradas por Neto Baiano e Michel. Apesar destas chances, o Paraná marcava no campo adversário e levava perigo ao gol de Douglas.

Aos 22, após 6 minutos de pressão do Tricolor, o Vitória conseguiu um ótimo contra-ataque. Pedro Ken lançou para Leílson, que havia acabado de entrar, invadir a área e bater na saída de Luís Carlos para fazer o único gol da primeira etapa.

Aos 33 minutos, o Paraná teve motivos para reclamar da arbitragem. Lúcio Flávio invadiu a área, driblou o marcador e foi derrubado. O juiz não marcou o pênalti e ainda deu o cartão amarelo para o camisa 10 do Tricolor para a indignação da torcida.

Segundo tempo agitado tem duas viradas no placar

Perdendo por 1 a 0, o Paraná voltou para o segundo tempo com tudo e não demorou para empatar a partida. Welington, aos 5 minutos, cobrou escanteio na cabeça de Wendel que mandou para o fundo das redes.

Apenas 7 minutos depois, o camisa 10 do Paraná, Lúcio Flávio, bateu falta por baixo da barreira e o goleiro que não esperava, espalmou no meio da área e novamente Wendel completou para virar o placar.

Aos 22 minutos, Léo recebe lançamento milimétrico dentro da área, dribla o goleiro e empata novamente a partida para o time Rubr-Negro baiano.

No jogo do vira-vira, Victor Ramos aproveitou cruzamento de Neto Baiano e virou o jogo aos 28 minutos do segundo tempo. Com a virada, o Vitória foi ainda mais para cima e ampliou aos 35 minutos. O Paraná bobeou na marcação, a bola sobra no meio da área e o lateral-esquerdo Mansus chega antes de Fernandinho para mandar para o fundo das redes e fazer o quarto gol.

Um minuto depois, Fernandinho tocou para Arthur dentro da área, que com categoria, bateu no contrapé do goleiro para diminuir o placar. O Tricolor ainda tentou o empate, mas não conseguiu.

No final da partida, muita confusão em campo pelos erros de arbitragem. O lateral Fernandinho, do Paraná, foi expulso após o término da partida.

O Paraná caiu para a 7ª posição com 15 pontos e na próxima rodada enfrenta o América-RN na Vila Capanema. Antes do compromisso pela Série B, o Paraná atua pela Série Prata do Paranaense na sexta-feira (13), contra o Grêmio Metropolitano.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 4 X 3 PARANÁ

Local:Estádio Barradão, em Salvador (BA).
Data: 10/07/2012, terça-feira
Horário:21h00 de Brasília.

Vitória:Douglas; Leo, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Mansur; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Tartá (Eduardo Ramos); Marcos Aurélio (Leílson [Dankler]) e Neto Baiano.
Técnico:Paulo César Carpeggiani.

Paraná:Luís Carlos; Paulo Henrique, Alex Alves, Anderson e Fernandinho; Cambará, Welington (Marquinhos), Luisinho (Nilson) e Lúcio Flávio (Lucas Souza); Wendel e Arthur.
Técnico:Ricardinho.

Cartões amarelos: Luisinho, Lúcio Flávio, Paulo Henrique, Anderson, Fernandinho e Wendel (PRC); Victor Ramos, Pedro Ken, Douglas, Neto Baiano e Uelliton (VIT).
Cartão vermelho: Fernandinho (PRC).
Gols: Leílson (VIT), aos 22 minutos do primeiro tempo. Wendel (PRC), aos 5 e aos 12 minutos, Léo (VIT), aos 22 minutos, Victor Ramos (VIT), aos 28 minutos e Arthur (PRC), aos 36 minutos do segundo tempo.