Após o empate em 1 a 1 com o ABC-RN, em Natal, o Paraná Clube volta agora as suas atenções para o confronto contra o Guarani na Vila Capanema. Sem Sílvio, expulso ainda no fim do primeiro tempo, o time terá o retorno do volante Serginho, suspenso na última rodada. Com a vitória do Icasa, o time da Vila ficou a quatro pontos da zona de rebaixamento e, no perigo da 14ª posição, o discurso de tranquilidade é unânime para bater o Bugre e se afastar das últimas colocações.

Assim como Guilherme Macuglia, o autor do único gol do Tricolor na partida, Cambará, apontou o nervosismo em campo como prejudicial para o time em campo. “Nos últimos jogos não vem dando, certo e isso acaba deixando o grupo um pouco nervoso na partida”, apontou o meia. Para o jogador, o elenco demonstrou evolução por sair atrás no placar e, mesmo com um a menos durante grande parte do segundo tempo, conseguir voltar de Natal com um ponto.

“Hoje foi diferente. A equipe correu, tomou gol, mas jogou e marcou também. A expulsão acabou dificultando nosso segundo tempo, mas a gente fez o gol e foi bom pra sequência do jogo”, avaliou Cambará, que voltou ao time titular após uma temporada de aproximadamente 70 dias sem jogar. “Tivemos novamente a oportunidade de sair jogando, depois de um longo período sem jogar. Fui recompensado com o gol depois de acreditar na jogada”, finalizou.

No próximo sábado (12), às 17h, o Paraná Clube recebe o Guarani na Vila Capanema em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.