Por Guilherme Coimbra

Nadson conseguiu a rescisão contratual na justiça contra o Paraná (Monique Vilela/Banda B)

O advogado do meia Nadson, Filipe Rino, emitiu uma nota nesta terça-feira (20), negando que o jogador tenha desistido da ação movida contra o Paraná por dívidas salariais, no décimo terceiro, FGTS e direitos de imagem. O atleta conseguiu a rescisão contratual com o clube na última sexta-feira (16), através de liminar na justiça.

Um dos principais jogadores do Paraná na temporada, Nadson acionou o clube na justiça e conseguiu a sua rescisão contratual através de uma liminar proferida na última sexta-feira (16). De acordo com o advogado do jogador, o Tricolor não pagou o salário de novembro, uma parcela do décimo terceiro, os direitos de imagem de setembro, outubro e novembro, além de 11 meses de FGTS.

Surgindo a informação de que o jogador havia desistido da ação na justiça e retornaria ao Tricolor, o escritório de Filipe Rino, advogado responsável pela ação movida por Nadson, emitiu uma nota negando a desistência e afirmando que o atleta seguirá brigando na justiça pelos seus direitos.

Confira a nota na íntegra:

Nota oficial caso Nadson e Paraná Clube

No presente dia surgiu a informação de que o atleta havia desistido da ação e que retornaria ao clube.

A informação é vencida, e não condiz com a verdade. Notem que a notícia cita que “como não houve apreciação da liminar, o atleta desistiria da ação.”

Ora, a decisão judicial foi proferida na última sexta feira, dia 16/12/2016, as 14:20.

Deste então o atleta não possui vínculo com o Paraná Clube. O que existem são tratativas de acordo, propostas encaminhadas pelo clube aos advogados do atleta, visando pagamento da dívida do clube com o atleta e que o clube possa ter um percentual nos direitos econômicos em futura venda.

Para sacramentar a notícia, encaminhamos extrato do processo, emitido em 20/12/2016 as 13:39, onde constam como último andamento do processo, a decisão que rescindiu o contrato do atleta com o Clube.

Frisamos que está noticia poderá inclusive prejudicar os interesses do Paraná Clube, principal interessado em eventual acordo.

Nadson não irá desistir de seus direitos, pois como todo trabalhador, o atleta profissional também tem direito de receber seus salários, férias, 13o Salário e FGTS.

Caso algum veículo de comunicação propague está notícia, medidas serão tomadas, para que não haja prejuízo na carreira do atleta.

Atenciosamente,

Filipe Rino
Advogado / Nadson