Por Pedro Melo com informações de Greyson Assunção

Luciano Gusso destacou a qualidade do Espírito Santo. (Felipe Dalke/Banda B)

Luciano Gusso destacou a qualidade do Espírito Santo. (Felipe Dalke/Banda B)

O JMalucelli abriu boa vantagem na segunda fase da Série D ao derrotar o Espírito Santo por 1 a 0 no último sábado (23). Agora, o Jotinha joga por um empate para se classificar as oitavas de final e encarar o vencedor do confronto entre Brusque e São Bento.

Para o técnico Luciano Gusso, a vantagem obtida em Cariacica foi importante, mas afirma que a vaga ainda está em aberto. “Foi um jogo difícil dentro daquilo que era esperado, mas pelo comportamento da equipe do início ao fim, a equipe foi superior e fez um bom jogo. Saímos com uma vantagem, mas ainda não tem nada definido porque o Espírito Santo tem uma boa equipe”, comentou.

Nas últimas duas vezes em que disputou mata-mata, o JMalucelli foi eliminado por Foz do Iguaçu e PSTC no Campeonato Paranaense e a última delas foi dentro do EcoEstádio após ter aberto 3 a 0 na partida de ida. Entretanto, Gusso nega que as eliminações anteriores possam interferir em algum momento, mas admite que trabalhará psicologicamente o grupo.

“Retrospecto não é bom nesse sentido, mas estamos em um novo momento e a equipe é um tanto diferente. É sempre importante trabalhar o psicológico do atleta, mas precisamos ter uma postura de time que quer chegar [ao acesso]. Temos que saber do nosso momento e do que queremos na competição”, declarou o treinador.

A partida de volta acontece no próximo domingo (31), no EcoEstádio, e o comandante explicou que o Jotinha não vai jogar com o regulamento ‘debaixo dos braços’. “A vantagem do empate não nos garante nada e temos que fazer um jogo como qualquer outro. Vamos jogando dentro dos nossos domínios e temos que propor o jogo, mas claro que de forma inteligente. Temos que buscar a vitória e claro que administrando a vantagem”, finalizou.