* Atualizado em 20/03 às 18h30

Jogadores ameaçam não viajar para o duelo contra o Londrina (Geraldo Bubniak/AGB)

Ameaçado de rebaixamento no estadual, o Rio Branco viveu a ameaça de sequer entrar em campo diante do Londrina, nesta quarta-feira (20), pela última rodada da Taça Caio Júnior, em jogo-chave para a equipe na briga contra o descenso. Reclamando de salários atrasados, jogadores ameaçaram entrar em greve, na tarde desta terça-feira (20) e forçaram a diretoria do clube a recorrer à prefeitura de Paranaguá para conseguir um acordo.

Hospedados em um hotel em Paranaguá, os atletas aguardaram um posicionamento dos diretores, que se reuniram na Estradinha. O técnico Itamar Bernardes também seguiu para o estádio para participar das conversas com os diretores. Atletas reclamavam de atrasos no vencimento do mês de fevereiro e acordo foi feito para pagamento na próxima sexta-feira (23).

Com 10 pontos somados no estadual, o Rio Branco está apenas uma posição e um ponto acima da zona de rebaixamento para a Série Prata. Para o duelo contra o Londrina, marcado para quarta-feira, às 21h45, o time depende de si mesmo para garantir a sua permanência na elite do Campeonato Paranaense.