Treinador quer fazer história pelo Rio Branco com conquista de título inédito (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

Surpresa na classificação final da primeira fase, quando garantiu a vaga nas semifinais com apenas uma vitória, o Rio Branco quer fazer história neste domingo (25), diante do Coritiba, no Couto Pereira, com a conquista da Taça Dionísio Filho. Comandante do time litoral, Maurílio Silva revela confiança e expectativa positiva para encarar a decisão e espera levar o título inédito para a cidade de Paranaguá.

“A expectativa é das melhores. Nós acreditávamos que alcançaríamos esse objetivo desde o início da competição. Fizemos jogos bons, mas tivemos partidas que não conseguimos as vitórias. Fizemos o suficiente para chegar onde estamos. Vencemos o Paraná em um jogo que precisávamos da vitória e conseguimos. Contra o Atlético, também sabendo da supremacia, nós enfrentamos e chegamos na final. Agora é enfrentar o Coritiba e buscar fazer um grande jogo”, comentou o treinador em entrevista à Banda B.

Com um panorama parecido dos dois finalistas na primeira fase, Maurílio vê o adversário acima para a disputa da final, mas espera surpreender o Alviverde no Alto da Glória. “Se o Coritiba começou mal e conquistou a classificação, são duas equipes parecidas. Começamos a competição empatando, vencemos na hora certa e acabamos eliminando o Atlético. Os dois times vivem um momento bom, mas o momento do Coritiba é melhor, por conta de atuar em casa, jogar diante de sua torcida, ter uma estrutura e folha salarial maiores. Vamos ter que superar várias situações, mas o que está escrito não dá para apagar. Vamos trabalhar para conseguir o resultado e buscar esse título tão sonhado para a cidade de Paranaguá”, disse.

Com um desfalque certo e duas dúvidas para o duelo, o treinador do Leão da Estradinha quer tirar o máximo do proveito da semana cheia de trabalhos para conquistar o título da Taça Dionísio Filho no domingo. “O lado que eu procurei trabalhar mais essa semana foi o emocional, de lidar com essa situação de disputa de título. Alguns atletas que contratamos têm essa vivência, outros não. Tivemos uma semana boa, apesar dos pontos negativos que foram as lesões e o atleta expulso no último jogo. Temos atletas que têm vivência na equipe e acredito que vão suprir essa falta”, finalizou.

O compromisso entre Rio Branco e Coritiba acontece no domingo, às 16h, no Couto Pereira, válido pela grande final da Taça Dionísio Filho, o primeiro turno do Campeonato Paranaense.