Divulgação/Coritiba
Zagueiro fez o terceiro gol do Coxa sobre o América-MG e fechou a conta da virada no Couto Pereira

Longe de fazer sua melhor partida, o Coxa passou com tranquilidade sobre o lanterna do campeonato, América-MG, no Couto Pereira e agora se prepara para enfrentar o Palmeiras no próximo domingo (06), pela 33ª rodada do Brasileirão. A sete pontos da zona que classifica à Libertadores da América, o discurso do elenco ainda é de esperança.

“Enquanto tivermos chances nós vamos buscar. Sabemos que está dificil, estamos longe, mas matematicamente a gente tem chance sim e nós não vamos desistir”, disse Rafinha, autor do golaço que deu início à virada alviverde ainda no primeiro tempo. Para Léo Gago, essa chegada passa, obrigatoriamente por um bom resultado contra o Palmeiras. “Temos que por os pés no chão, pensar no Palmeiras, que podemos ir lá e vencer e depois lutar por essa vaga”, completou o volante.

Outro destaque contra o Coelho foi o zagueiro Jeci, que fechou a conta e marcou o terceiro gol do Coxa na partida deste domingo. Firme na defesa, o zagueiro se firmou na titularidade desde que o prata da casa Luccas Claro deixou a equipe para servir à Seleção Brasileira. “Eu fico muito feliz, gostaria de dedicar esse gol a minha mãe que está no hospital e dizer que eu a amo”, disse o jogador, emocionado na saída de campo.

Imbatível em casa – das 16 partidas disputadas no Couto são dez vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas em todo Brasileirão –, o time ainda quer gás para a reta final do campeonato. Contra o tabu de ter vencido somente duas fora de casa, o elenco coxa-branca ainda tem três confrontos longe do Couto Pereira, contra Palmeiras, Atlético-MG e Atlético-PT, no encerramento do campeonato. “Temos que jogar bem esses últimos jogos para finalizar um bom ano que fizemos desde o início e ainda enquanto tivermos chances a gente tem aquela esperança de que podemos chegar”, finalizou o zagueiro Emerson.