A expectativa para a decisão da Copa do Brasil contagiou toda a cidade e a torcida coxa-branca, mas o elenco tem que estar focado é no próximo jogo pela frente. E será contra o Corinthians, pela segunda rodada do Brasileirão 2011.

Experiente, o meia Tcheco sabe que esse jogo é de extrema importância para o Coritiba no decorrer da temporada. “Não tem porque ser diferente. Apesar da expectativa e mobilização para a Copa do Brasil, a gente sabe que tem um dever muito grande no Brasileirão, até porque perdemos a primeira partida em casa”, lembra.

“A gente fica no clima, o torcedor quando passa pela gente só fala do Vasco, não parece que tem o Corinthians pela frente. É difícil deixar de pensar no Vasco, mas temos um compromisso contra o Corinthians e temos que concentrar nisso”, emenda.

E como o foco é na partida de domingo, Tcheco só pensa em pontuar. Tirar o Alviverde do zero na competição para dar uma boa largada. “É um jogo que temos que somar ponto, não importa se um ou três, mas é importante até para dar um pouco de crédito para o outro jogo”.

Além da qualidade em campo, o meia tem uma vantagem para esse confronto. Ele atuava no Corinthians em 2010 e saiu de lá justamente para retornar ao Coxa, conhecendo assim alguns dos segredos do alvinegro. “A gente orienta alguns jogadores para passar informações, mas a forma de jogar do Corinthians é sempre pra frente. Temos que tentar suportar as adversidades, mas estamos preparados para isso e é uma oportunidade que temos para provar”, conta.

Outras informações que Tcheco pode passar ao grupo é sobre a torcida e o estádio em que será o jogo. As equipes se enfrentarão na Fonte Luminosa, em Araraquara, local que o atleta já jogou pelo Paulista do ano passado. “Em termos de torcida (a mudança de estádio) não significa nada, porque onde o Corinthians vai é impressionante a multidão de torcedores que ele leva. Mas éum estádio muito bom, novo, tem boa capacidade e boas condições para os jogadores. Será um bom jogo, espero que a gente consiga somar pontos para depois não ficar correndo risco”, finaliza.