Divulgação/Coritiba
Líder na recuperação do Coritiba desde a queda para a Série B, Vilson Ribeiro não tem enfrenta concorrência nas eleições para presidente

O vice-presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, protocolou nesta quinta-feira (10), às 17h10, a sua candidatura à presidência do clube nas eleições que serão realizadas no próximo dia 10 de dezembro. Junto a Andrade, o novo G5, grupo de diretores do Coxa, será formado por Ernesto Pedroso (futebol), Nadir Elache Filho (patrimônio), Fernando Chignone (marketing) e Márcio Schwab (financeiro) na chapa denominada Coritiba, Competência e Profissionalismo.

“A nossa chapa está registrada e todo o grupo está muito animado. Se não tivermos bate chapa, aguardamos a posse que é no dia 22 de dezembro”, disse o vice-presidente à Banda B. “Resolvemos manter todos os ex-diretores que faziam parte do G9, a não ser o Jair Cirino que por uma decisão pessoal, definiu que não continuará. Então todos que compunham o G9 continuam conosco nas funções que exerciam ou como diretores executivos”, explicou.

Como uma das primeiras medidas para o ano que vem, o futuro presidente do clube adiantou que as negociações para a permanência do técnico Marcelo Oliveira já começaram. “Ainda estamos em processo de negociação, mas acredito que em uma semana já poderemos anunciar para a torcida. Há uma grande possibildiade de o Marcelo continuar”, anunciou.

Como não houve nenhuma outra chapa inscrita para o pleito, Vilson Ribeiro de Andrade deve ser aclamado como novo presidente do Alviverde no próximo dia 22 de dezembro. O vice concede entrevista coletiva nesta sexta-feira.