O Coritiba entra em campo neste domingo (02) para enfrentar o Figueirense em jogo válido pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, partida em que irá fechar o ano Coxa-Branca. Para o duelo, o técnico Marquinhos Santos deve usar um time mesclado entre os titulares e os reservas.

Um dos jogadores que tem a possibilidade de entrar é o zagueiro Rafael Bonfim, prata-da-casa, que se machucou quando recebeu oportunidades para ser titular e ele garante que irá trabalhar para tentar atuar. “Vamos trabalhar o resto da semana, vamos ver o que o professor vai fazer para montar a equipe, mas se precisar contar comigo eu estou preparado e vou procurar dar o meu melhor para fechar o ano com chave de ouro”, disse.

Segundo Bonfim, o jogo contra o Figueirense será bastante importante para ele. “Para muitos esse jogo não vale nada. Mas para mim, que não venho jogando faz um bom tempo, este jogo vai servir e servir muito. Até para o ano que vem voltar com bastante confiança e buscar meu espaço”, garantiu.

Para o zagueirão, o jogo será bom para ele mostrar que pode ser útil no próximo ano. “Eu tive poucas oportunidades esse ano, devido a ter me machucado cedo. Quando eu estava começando uma sequência eu me machuquei e agora esse jogo está aí para eu mostrar que eu tenho condições de ficar no ano que vem e mostrar o meu futebol”, lembrou o zagueiro.

Mesmo com o tempo que ficou no DM, Bonfim usou para absorver as dicas dos mais experientes. “Tem vários jogadores que são bastante experientes, bem rodados, que a gente vai aprendendo, às vezes com lesões, às vezes com derrotas, com tudo. E comigo não foi diferente”, finalizou.