Sandro Forner lamentou desempenho ruim de equipe reserva na Taça Caio Júnior (Monique Vilela/Banda B)

Derrotado pelo Foz no estadual, o Coritiba sofreu o quarto revés consecutivo e agora tem a grande missão de reverter a desvantagem para o Goiás, na Copa do Brasil, para evitar que uma crise volte a assombrar o clube. Com desconfiança após a derrota dentro de casa, o técnico Sandro Forner defendeu a proposta de utilizar a equipe alternativa no segundo turno do Campeonato Paranaense e projeta o compromisso decisivo de quarta-feira (16).

“Nós tínhamos um planejamento desde o começo do ano. Como treinador, é horrível, mas tenho seguido esse planejamento, mesmo com esses problemas. Nós procuramos passar duas fases da Copa do Brasil com esse time e nós conseguimos. Temos atletas que podem num futuro próximo ajudar o Coritiba com uma possível venda. O Paranaense desde o começo foi usado para observarmos. Se eu quisesse focar só em questão de rendimento, nós poderíamos chegar com bastante dificuldade nesse jogo contra o Goiás. A ideia era que tivéssemos um time mais descansado possível para termos a possibilidade de passar dessa terceira fase, que interessa em termos financeiros para o clube”, comentou Forner em entrevista à imprensa.

O treinador poupou os jogadores das críticas após a terceira derrota consecutiva e disse compreender a cobrança da torcida por conta das atuações ruins da equipe. “Não vou expor nenhum jogador. É lógico que nós estamos muito incomodados com o que aconteceu. Eu entendo a torcida cobrar. Se eu estivesse no lugar deles, estaria fazendo o mesmo. Alguns jogadores, pelo desempenho individual, eles podem ter problemas lá na frente. Porém, a gente já viu vários atletas que tiveram problemas no começo e conseguiram dar a volta por cima. Isso será analisado internamente para que possa se achar uma solução”, disse.

Pressionado para voltar a vencer e pela classificação na Copa do Brasil, Sandro Forner evitou pedidos de apoio à torcida para o duelo decisivo do meio da semana e espera que a equipe corresponda para espantar o momento ruim. “Eu acho que a torcida do Coritiba perdeu a paciência faz tempo. Lógico que agora, com derrotas para equipes consideradas pequenas e da maneira como foi, isso fica difícil. Traz uma pressão maior para o jogo de quarta-feira pelo que aconteceu nesses últimos jogos. Mas tudo que estamos fazendo aqui é para chegar em condições de fazer uma partida melhor e conseguirmos reverter o placar”, finalizou.

Confira a entrevista coletiva do técnico Sandro Forner:

Entrevista do técnico Sandro Forner após a derrota para Foz por 3×1 no Couto Pereira.

Posted by Portal Banda B on Sunday, March 11, 2018