Sandro Forner não demonstrou preocupação com desligamento do cargo e deixou decisão para a diretoria (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

A eliminação do Coritiba para o Goiás, na Copa do Brasil, aumentou a insatisfação da torcida com o início de temporada da equipe. Com os pedidos de saída do técnico Sandro Forner por parte dos torcedores na saída do gramado, o presidente Samir Namur garantiu a permanência do treinador e do planejamento inicial da diretoria alviverde.

“O Sandro [Forner] foi escolhido porque definimos o perfil de técnico que queríamos para o Coritiba ainda quando éramos uma chapa. Se pegar os últimos anos do Coritiba, é uma novidade ter um planejamento que utiliza. Além disso, é um técnico jovem, ambicioso e estudioso do futebol. Talvez tenha sido o único clube que o Campeonato Paranaense era o objetivo e não planejamento. Claro que queríamos ir mais longe na Copa do Brasil e trabalhamos muito para isso, mas tivemos pela frente um confronto difícil e não conseguimos. Então, neste sentido, a avaliação do trabalho em termos de resultado é satisfatória e está dentro do que foi planejado. Há uma série de cobranças e críticas, mas isso é feito internamente”, comentou o presidente em entrevista coletiva.

Campeão da Taça Dionísio Filho, o primeiro turno do Campeonato Paranaense, o Coritiba já está eliminado da Taça Caio Júnior e apenas cumpre tabela, aguardando o vencedor da competição para enfrentar na grande final do estadual. O próximo compromisso do time no torneio será no sábado (17), às 16h, diante do Cianorte, no Couto Pereira, válido pela quarta rodada da primeira fase.

Confira também: 

Sandro Forner minimiza preocupação com demissão após eliminação: “A diretoria saberá tomar as decisões”

“O atual elenco teria dificuldades para ficar entre os primeiros da Série B”, admite presidente do Coritiba