René Simões participou do ‘Papo Cabeça’. (Felipe Dalke/Banda B)

Ex-treinador, René Simões revelou que foi procurado pela antiga diretoria e também pela nova gestão do Coritiba para assumir um cargo na direção. Entretanto, recusou o convite para continuar o trabalho de coaching de treinadores, entre eles Fábio Carille (Corinthians), Jair Ventura (Santos) e Zé Ricardo (Vasco).

“Fui procurado e declinei com muito pesar porque como trabalho com alguns treinadores, posso falar em alguns porque os mesmos tornaram público. O Carille disse, o Jair, então no Botafogo e agora no Santos, disse isso, e o Zé Ricardo também. Como trabalho no Coritiba e com treinador do Corinthians? Embora eu não tenha nada a ver com escalação, tática e contratação de jogadores. Eu tenho com desempenho, melhora, auto conhecimento do individuo Carille, Zé Ricardo, Jair”, declarou Simões, em entrevista à Banda B.

O agora coaching de treinador explicou que seu novo trabalho geraria conflito caso aceitasse o convite da diretoria do Coritiba. “Como que vai jogar Corinthians e Coritiba, Vasco e Coritiba e eu trabalho com o clube e também os técnicos? É um trabalho que estou muito feliz”, questionou.

“Fui procurado pela antiga diretoria e quando essa chapa ganhou, eu fui consultado por um membro forte, disse não pelo mesmo motivo. Assim como eu disse não para o Fluminense. Eu agradeci e falei que iria continuar com o mesmo trabalho que estou fazendo. Quero passar para eles o que eu não tive a oportunidade de ter: alguém que está vendo fora do labirinto”, acrescentou o ex-técnico.

O último trabalho de René Simões como treinador foi no Macaé, no Campeonato Carioca do ano passado, e desde então passa sua experiência em sua longa carreira para outros técnicos. Em seu currículo tem o título da Série B de 2007 pelo Coritiba, dois troféus do Sul-Americano com a seleção brasileira masculina de base, a inédita medalha de prata da Olimpíada de Atenas 2004 com a seleção feminina e a histórica participação da Jamaica na Copa do Mundo de 1998.