Por Guilherme Coimbra com informações de Osmar Antônio

Ruy espera ter sequência e prevê briga acirrada por vaga no meio (Osmar Antônio/Banda B)

Com poucas opções para o meio de campo, um velho conhecido da torcida alviverde pode ser a alternativa para a armação. Revelado pelo Coritiba e com destaque na campanha do título estadual do Operário, em 2015, o meia Ruy acabou se lesionando justamente quando havia tendo oportunidades de emplacar uma sequência no ano passado. Recuperado da lesão que o afastou dos gramados, o camisa 26 reconhece a disputa pela posição, mas espera novas chances para readquirir o futebol dos tempos em que atuava pelo Fantasma.

Uma das opções para o meio-campo, o meia Ruy prevê disputa acirrada por vaga na posição. “Está sendo uma pré-temporada atípica e intensa. Os profissionais que estão trabalhando conosco estão sabendo dar um trabalho excelente para que possamos iniciar bem o campeonato”, afirmou. “Acredito que os poucos atletas que têm na posição vão brigar pela vaga. São jogadores de alta qualidade, então vou procurar trabalhar sério para que eu possa ganhar a confiança do treinador e largar na frente na titularidade”, completou.

Titular em boa parte do primeiro turno do Brasileirão do ano passado, Ruy perdeu o espaço no meio-campo alviverde por conta de uma lesão. “Me lesionei ano passado num momento em que particularmente eu acho que estava bem. A lesão atrapalhou e eu perdi espaço. São coisas que só o futebol nos propicia. Então eu vou trabalhar sério nessa pré-temporada para que eu possa ter sequência e manter o alto nível que eu estava vindo no ano passado”, destacou.

Destaque do Operário na campanha do título estadual de 2015, o meio-campista pretende repetir as boas atuações que o fizeram voltar a vestir a camisa do clube no qual o revelou. “Eu vou procurar readquirir meu futebol que me trouxe para o clube. Talvez o Coritiba hoje não use o típico camisa 10, como eu estava jogando lá no Operário, que era mais como um meia armador”, disse. “Carpegiani tem varias formas de usar o meio-campista. Como segundo volante, saindo para o jogo ou mesmo aberto. Então vou trabalhar, procurar sair o melhor possível nas funções que ele vem pedindo para mim”, finalizou.