Por Pedro Melo com informações de Serginho Prestes

Conversa de Traci com dirigentes responsabilizou Hélio Cury pelo adiamento do Atletiba. (Reprodução)

As imagens da transmissão oficial flagraram o quatro árbitro do clássico Atletiba, Rafael Traci, dizendo para os dirigentes que a ordem veio para não iniciar a partida veio do presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Cury. Porém, o mandatário da FPF desmentiu a informação e afirmou que nunca mantém contato com a arbitragem.

“Eu tenho de princípio não tratar com o árbitro de jogo. Se tivesse algum problema, eu falaria com o presidente da comissão de arbitragem, Afonso Vitor. É um respeito de hierarquia que nós temos e a autoridade máxima dentro de campo é o árbitro. Traci foi infeliz na colocação dele, escutou demais e falou da conta dele”, afirmou Hélio Cury, em entrevista à Banda B.

Cury ainda declarou que em nenhum momento precisa ser consultado para impedir a entrada de profissionais não credenciados. “O Traci foi infeliz em sua declaração, não sei de onde ele tirou isso. Eu não preciso ser consultado. O pessoal do credenciamento tem o regulamento em mãos que está no site da Federação e os clubes têm conhecimento pois assinaram em arbitral”, comentou.

A conversa viralizou nas redes sociais horas depois do clássico ser cancelado por imposição da FPF que não permitiu a presença de jornalistas que não tinham feito o credenciamento 48 horas antes da partida, seguindo determinação da Federação. “O pessoal não pode transmitir porque não é a detentora do campeonato. É isso que a gente recebeu de informação. Se continuarem eles [profissionais que estavam transmitindo o jogo] dentro do campo, nós não podemos ter essa partida”, declarou Traci.