Sempre muito tranquilo quando concede entrevistas, o técnico Marcelo Oliveira falou sobre o que espera do Coritiba no jogo decisivo desta noite, contra o Palmeiras, às 21h50, no Couto Pereira, valendo o título inédito da Copa do Brasil – aquele mesmo que escapou em 2011 e acabou ficando com o Vasco da Gama.

“Em umjogo desse você precisa doar tudo, mas com a cabeça no lugar. Tem que ter equilíbrio emocional, para não perder jogador num jogo tenso, equilíbrio para essa pressão que vem, não nos deixar afoito na hora de fazer o gol ou na hora de defender também, a gente não pode levar gols, mas precisa agredir sempre”, afirmou o treinador.

Ciente das dificuldades que a equipe coxa-branca vai enfrentar por ter perdido o jogo de ida por 2 a 0, Oliveira conta com o apoio da torcida do Verdão para incentivar e motivar ainda mais os jogadores dentro de campo. E, com ingressos esgotados, a promessa é de um Couto Pereira lotado, com cerca de 35 mil pessoas nas arquibancadas.

“Aqui talvez a participação da torcida seja fundamental e nos faz mais fortes. E tem sido uma alegria maior na conclusão das jogadas, o poder de decisão. E a gente conta com essa combinação de coisas para mudar essa situação que é favorável ao Palmeiras”, disse. “É importante colocar a alma e o coração juntamente com a torcida que vai estar nos apoiando”, completou o treinador.

Quanto à escalação do time, o comandante alviverde não revela por nada no mundo, mas garante que vai mandar a campo uma formação capaz de vencer por três gols de diferença e deixar a taça no Alto da Glória. “Certamente, nós vamos com um time forte capaz mudar essa situação com uma grande vitória”, se limitou a dizer Marcelo Oliveira.