Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Pachequinho admite grande responsabilidade após pedido da torcida e do elenco para continuar como técnico. (Monique Vilela/Banda B)

O técnico Pachequinho tem a confiança da torcida e dos jogadores para permanecer como comandante do Coritiba. Logo após a vitória sobre o Prudentópolis, o treinador admitiu a grande responsabilidade em seguir trabalhando a frente do elenco, mas mantém os pés no chão sobre o futuro.

“Primeiro como uma grande responsabilidade porque não pode errar e tem que fazer as coisas direitas. Precisa também ter inteligência por toda essa confiança depositada. Não estou chegando agora no futebol e sei o que eu posso fazer para que as coisas aconteçam da forma que nós trabalhamos. Não tem o que comemorar demais porque já temos mais partidas para atingir os próximos objetivos. Sei que tem essa expectativa”, declarou.

Entretanto, Pachequinho admitiu que pretende continuar a sua carreira como treinador. “Se eu não sonhar, almejar na minha carreira em ser técnico, por que eu estou aqui? Eu fico tranquilo quando aquilo que você trabalha no dia-a-dia, está sendo executado.

No intervalo da partida, o atacante Kleber polemizou ao dizer que o Coxa estava encontrado a “paz” novamente e os jogadores sabem o que acontecia internamente. Porém, o treinador minimizou o assunto e declarou que o jogador estava dizendo que todos estavam incomodados com a sequência negativa de resultados. “É a questão da vitória porque precisávamos do resultado. Diminui a pressão porque os atletas têm mais tranquilidade para trabalhar durante a semana. O Coritiba é muito forte dentro de casa e é assim que precisamos pensar. Vejo mais da forma que estão alegres com a vitória”, afirmou.

“O clima foi sempre para conseguir as vitórias e se encontrar no melhor momento técnico. Quando as vitórias não veem, é natural existir essa tristeza por não atingir esse objetivo”, complementou o comandante.

O Coritiba volta a campo no próximo sábado (11), às 16h, para enfrentar o lanterna JMalucelli, novamente no estádio Couto Pereira.