Divulgação/Coritiba
Treinador elogia Rafinha e busca o substituto entre Aquino, Everton Costa e Everton Ribeiro

Os retornos de Jeci e Pereira, recuperados e liberados pelo departamento médico do Coxa, não deverá alterar a dupla de zaga do time para o jogo contra o Figueirense, na Ressacada, no próximo domingo (2). Segundo o técnico Marcelo Oliveira, o prata da casa Luccas Claro, recém convocado para a Seleção Brasileira, tem todas as chances de fazer sua quinta partida consecutiva como titular.

Ao lado de Emerson, também convocado pela a Seleção Canarinhho, o jovem de 19 anos fez boas apresentações, ainda que o time tenha tomado cinco gols nas últimas quatro partidas. Com a zaga já definida, o treinador trabalha agora para definir o substituto de Rafinha, que desfalca o time.

Principal nome no setor de criação do Verdão, o meia enfrenta uma lesão na coxa esquerda e é umas das peças de que Oliveira mais deve sentir falta na partida contra o Figueira. “Ele faz falta para o Coritiba e faria falta para qualquer outra equipe, até pelo momento que ele vive”, destacou o técnico. “Ele cumpre mais de uma função, marcando e taticamente cumpre funções importantes e não deixa de jogar nunca. Um substituto igual a ele não temos, mas temos jogadores com alguma característica diferente”, completou.

E a dúvida que paira na cabeça do técnico tem dois nomes: Aquino e Everton Costa. Isso porque, segundo a sua própria análise, Rafinha exerce em campo a função de meia-atacante, mas tem disposição física para apoiar os companheiros de defesa. “Temos Anderson Aquino e Everton Costa e também o Everton Ribeiro, um pouco mais armador, sem tanto poder de chegada. Geraldo já é um atacante”, frisou, deixando escapar que foi Aquino quem mais se assemelhou ao meia lesionado.

No próximo sábado, o Coxa embarca para Florianópolis para enfrentar o Figueirense no Estádio Orlando Scarpelli. A partida acontece no domingo (2), às 16h.