Após o empate de hoje em 2 a 2 com o Santos, o técnico Marcelo Oliveira elogiou a atuação do Coritiba, mas acabou criticando a arbitragem de Péricles Bassols, que anulou um gol legal do Verdão, no fim da partida, e que garantiria a vitória alviverde por 3 a 2.

“Nós devíamos estar falando da essência do futebol, da atuação da nossa equipe, mas outra vez temos que falar de arbitragem. Tenho dúvidas em relação ao gol do Dracena, parece que ele se apoiou no Emerson. E o nosso gol não estava impedido, além de outros impedimentos duvidosos”, afirmou o técnico Marcelo Oliveira.

O treinador apontou que essa não foi a primeira vez que o Coritiba sai de campo se sentindo prejudicado pela arbitragem no Brasileirão. “É uma situação que virou recorrente e temos que estar atentos. Não pode acontecer esse tipo de coisa e ficar por isso mesmo. Foi assim contra o Flamengo e hoje de novo. Lutamos contra adversários fortes, como o Santos, em um campeonato difícil, e ainda tem esse problema com a arbitragem e nós temos que denunciar”, disse.

Para Oliveira, existem erros que podem ser perdoados, mas no caso do gol de Pereira, ficou claro que o zagueiro não estava impedido.”Existem lances que causam dúvida, existem interpretações. Mas têm lances que são muito claros e não dá pra perdoar. O Coritiba é um clube sério, com profissionais dedicados, e não pode simplesmente acabar o jogo e a gente deixar passar o erro. Hoje foi um erro grotesco, imperdoável, que nos tirou a vitória”, finalizou Marcelo Oliveira.