Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Bernardo vestirá a camisa 32 do Coritiba. (Osmar Antônio/Banda B)

Bernardo vestirá a camisa 32 do Coritiba. (Osmar Antônio/Banda B)

O Coritiba reforçou seu meio-campo para melhorar seu desempenho no Campeonato Brasileiro. O novo reforço coxa-branca é o meia Bernardo, com passagens por Vasco, Goiás, Cruzeiro e Santos, que assinou até o final da temporada e a renovação vai depender da produtividade do jogador.

Bernardo mostrou-se surpreso pela rapidez da negociação e prometeu para a torcida alviverde um bom rendimento dentro dos gramados. “Fiquei meio surpreso pela forma que foi. A negociação foi rápida, eu fiquei muito feliz dessa situação do Coritiba e que poderia ser a oportunidade da minha vida. Meu próprio empresário não soube explicar, mas saberia que eu viria para o Coritiba. Espero corresponder da melhor maneira possível”, comentou.

Antes de fechar com o Coxa, o meia estava no Ulsan Hyundai, da Coréia do Sul, mas o próprio revelou que não teve oportunidades no futebol asiático. Como retornou para o Brasil no final de maio, o jogador pediu até 10 dias para ficar a disposição da comissão técnica.

“Já estava treinando na Coréia, realizava treinamentos fortes e vim para cá no final de maio. Foram poucos dias que fiquei parado, mas em até uma semana e meia posso ficar a disposição”, disse Bernardo.

Bernardo assinou contrato de produtividade e terá que mostrar bom desempenho nos gramados para continuar jogando no Alviverde. O meia acredita que o fato de precisar jogar bem é uma motivação para trabalhar bastante. “Sei que tem bons jogadores na minha posição. Vai ser uma briga sadia e essa produtividade vai ser uma motivação para eu mostrar [trabalho] nos treinamentos e também nos jogos”, finalizou.

Problemas extracampo

O novo reforço coxa-branca já teve alguns problemas fora do gramado e o pior deles foi a acusação de violência doméstica pela esposa, além de denúncia na Lei Maria da Pensa. Porém, Bernardo afirmou que o passado ficou para trás e deixou uma mensagem para a torcida do Coritiba.

“É uma coisa que não faz mais parte. O que aconteceu, ficou para trás e eu joguei no lixo. Deixo a mensagem que vou honrar essa camisa de tradição. Sei que a cobrança é grande, mas vou dedicar no futebol”, finalizou o meia.