Nesta quinta-feira (06), um dia depois da derrota para a Portuguesa, por 3 a 0, no Canindé, o técnico Marcelo Oliveira acabou sendo demitido pela diretoria do Coritiba. Em entrevista coletiva, o treinador disse estar triste pela saída, mas sabe que fez o melhor pelo clube.

Logo no inicio da coletiva no Hotel Bourbon, em Curitiba, o treinador agradeceu à torcida Alviverde. “Eu gostaria de agradecer do apoio de toda a torcida. Não é fácil trabalhar durante um ano e nove meses dentro do Coritiba e eu acho que o saldo pela minha passagem aqui foi bastante positivo”, disse ele.

O ex-treinador do Coxa garantiu estar torcendo para o Coxa estar em posições melhores no Brasileirão. “Não acho desrespeitoso deixar o Coritiba, porque o momento é delicado mesmo. Eu torço para que o Coritiba volte a ser um time forte”, garantiu.“Eu não sou de dar desculpas, eu sou de trabalhar, por isso eu sofro com resultados negativos”, completou.

Para ele, um dos principais motivos do baixo rendimento Alviverde no Brasileirão foi por saída de jogadores, no começo do ano, e por contusões. “A saída de jogadores e as contusões que sofremos atrapalhou muito neste ano. Ninguém aguenta jogar tanto jogo”, falou.

O treinador lembrou ainda que ele não se demitiu, e sim foi uma opção da diretoria. “O técnico depende de resultados. Eu fiquei aqui durante um ano e nove meses porque tivemos bons resultados”, disse.“Eu não saí, foi decisão da diretoria de trocar o comando. Eu entendo e respeito”, lembrou Oliveira.

Questionado sobre os problemas com o diretor de futebol, Felipe Ximenes, Marcelo Oliveira afirmou que houveram divergencias, porém, não quis dar detalhes. “Eu tive divergências com os Ximenes, mas não tenho absolutamente nada a falar, porque são coisas que ficaram para trás e eu não tenho mágoas”, contou.

Apesar da demissão, Marcelo fez questão de lembrar que se mostrou leal ao Coritiba. “Eu recebi 5 propostas, 1 do exterior e 4 do Brasil. Passei tudo para a diretoria e recusei todas. Agora pretendo descansar um pouco, antes de voltar à trabalhar”, disse.

Ele ainda fez questão de elogiar a contratação de Marquinhos Santos, pelo Coritiba, para ser o novo treinador.“O Marquinhos um profissional com um futuro promissor, fiquei satisfeito com a vinda dele, porque é um cara que eu gosto muito”.

Marcelo Oliveira agredeceu também a oportunidade de ter trabalhado no Verdão e garantiu estar triste pela saída. “Fico chateado de sair, mas tenho a consciência de que fiz o melhor trabalho possível e sou feliz de ter trabalhado no Coritiba”, finalizou.