Ao seu estilo, Marcelo Oliveira cobrou os seus jogadores pelo gol que o Paysandu marcou no segundo tempo da goleada coxa-branca. Apesar do resultado por 4 a 1, o técnico ficou insatisfeito com a desatenção da equipe no lance.

“Nós marcamos muito mal, tanto que tomamos um gol com sete jogadores dentro da área contra três. Poderíamos ter saído daqui sem ter tomado este gol”, afirmou.

Para o técnico, a postura do Coritiba na segunda etapa contribuiu para que o Papão descontasse. “Quando você está ganhando o jogo, não precisa se expor para levar contra-ataque. Neste tipo de competição, o gol sofrido em casa pode complicar. Poderia ter sido uma vitória mais tranquila, mas ficou de bom tamanho”, disse.

Evolução

Ao mesmo tempo em que Oliveira comemorou o crescimento da equipe com a bola rolando, fez questão de não menosprezar a importância das bolas paradas. “É uma eficiência que a gente tem, não podemos abandoná-la. É uma jogada muito boa com as batidas do Tcheco e do Lincoln e a presença dos zagueiros na área”, falou.